Riscos e custos potenciais da cirurgia ocular a laser

Descubra como os diferentes tipos de cirurgias oculares se comparam

Riscos potenciais da cirurgia ocular a laser

Efeitos secundários

A cirurgia ocular a laser é um método clinicamente comprovado e estabelecido de tratamento de erros refrativos, bem como de certos distúrbios da visão. Como todas as cirurgias, no entanto, a cirurgia ocular a laser não é totalmente isenta de riscos e efeitos colaterais.

Algumas complicações que podem ocorrer incluem:

Hiper ou hipocorreção

Nem todo mundo consegue uma melhora completa na visão após a cirurgia ocular a laser. A quantidade de correção da visão pode variar dependendo das condições individuais. Um erro de refração residual pode permanecer, o que significa que alguns pacientes ainda precisarão de óculos ou lentes de contato após a cirurgia. Se for este o caso, pode ser considerada uma cirurgia de acompanhamento para corrigir o erro refrativo residual remanescente.

Alguns pacientes podem relatar distúrbios da visão ao dirigir à noite

Dificuldade de visão noturna

Algumas pessoas têm dificuldade em enxergar ou dirigir à noite e veem reflexos e/ou halos ao redor das luzes no escuro. É mais comum no período pós-operatório imediato e melhora gradativamente na maioria dos casos.

Visão turva

A visão pode parecer turva e essa complicação é mais comum entre pacientes com alta miopia.

Visão dupla

As queixas de visão dupla após a correção da visão a laser são raras e geralmente referem-se à visualização de fantasmas nas imagens. Esta é uma característica da visão dupla, também chamada clinicamente de diplopia, quando ambos os olhos não estão alinhados corretamente ou há um problema com o cérebro fundindo as imagens em uma só.

Síndrome do olho seco

Olhos secos e ásperos após a correção da visão a laser são relativamente comuns no período pós-operatório imediato e melhoram gradualmente na maioria dos pacientes. Alguns consideram isso parte do processo de cura. Geralmente é tratada com lágrimas artificiais ou outras opções de tratamento. Pacientes que tendem a ter olhos secos antes da cirurgia podem estar mais propensos a também sentir isso após a cirurgia. Como os olhos secos podem causar desconforto e embaçamento, os pacientes devem ser testados para a síndrome do olho seco antes de considerar a cirurgia.

O colírio pode ser usado para tratar a síndrome do olho seco
O colírio pode ser usado para tratar a síndrome do olho seco

Ectasia da córnea (protuberância da córnea)

A ectasia da córnea é um termo usado para descrever um grupo de doenças oculares que causam afinamento progressivo da córnea, enfraquecendo a parte frontal do olho e fazendo com que ele se projete para frente. Essas condições incluem ceratocone, ceratoglobulina, degeneração marginal pelúcida, degeneração marginal de Terrien, bem como astigmatismo pós-operatório relacionado à correção da visão a laser.

A ectasia pode ocorrer a qualquer momento, desde logo após a cirurgia até anos depois. Óculos, lentes de contato ou mesmo um transplante de córnea podem ser necessários para restaurar a visão, se ocorrer. Um exame pré-operatório cuidadoso pode reduzir as chances de desenvolver ectasia após a correção da visão a laser.

Infecção

Há uma probabilidade muito pequena de desenvolver uma infecção ocular após a cirurgia ocular a laser. É importante consultar o cirurgião se o olho ficar vermelho, dolorido ou houver perda de visão. As infecções podem ser curadas se diagnosticadas precocemente, mas podem causar sérios danos se não forem tratadas imediatamente. Os colírios prescritos, administrados após o procedimento, podem ajudar a prevenir uma infecção.

Complicações relacionadas ao flap

Complicações relacionadas ao flap podem ocorrer após o procedimento LASIK porque um flap é criado na córnea. Isso inclui infecção, inflamação e deslocamento do flap. Geralmente é tratada com colírio ou cirurgia adicional.

Mitos e fatos

Mito: SMILE, LASIK e PRK não são cirurgias de verdade.

Fato: Embora essas opções de tratamento levem apenas alguns minutos para serem executadas com lasers, elas são intervenções cirúrgicas com potencial para riscos e complicações. Consulte seu oftalmologista para obter mais informações sobre riscos e complicações.

Mito: Não há necessidade de óculos após a cirurgia ocular a laser.

Fato: a grande maioria das pessoas que fizeram cirurgia ocular a laser não precisa de óculos depois. Em alguns casos, porém, recursos visuais, como óculos e lentes de contato, ou cirurgia a laser adicional, podem ser necessários. A presbiopia, a deterioração natural da visão com a idade, também pode exigir que o paciente use óculos de leitura ou faça uma cirurgia adicional para ler letras pequenas.

Mito: Todos os procedimentos são iguais; o médico não faz diferença.

Fato: Embora a tecnologia por trás das diferentes opções de tratamento seja confiável, um componente crítico para alcançar ótimos resultados em sua correção visual é a qualidade de sua consulta pré-operatória e a habilidade de seu cirurgião.

Mito: a tecnologia continua a evoluir, então devo esperar pela próxima nova opção de cirurgia.

Fato: a tecnologia sempre continuará avançando, mas isso não significa que os métodos atuais terão uma taxa de sucesso menor ou resultarão em mais complicações do que os novos métodos. Atualmente, todos os dispositivos usados para cirurgia ocular a laser foram aprovados e testados clinicamente para garantir que cumpram altos padrões de segurança e eficácia. A tecnologia avançou muito na última década e está em um nível insuperável. A correção da visão a laser com SMILE, LASIK e PRK/LASEK demonstraram taxas de sucesso muito altas com taxas muito baixas de complicações.

Mito: sou muito jovem ou muito velho para uma cirurgia ocular a laser.

Fato: a idade pode ser um fator, mas se seus olhos são saudáveis e você tem uma visão estável é uma consideração muito mais importante para a elegibilidade da cirurgia. Uma receita para a visão geralmente não se estabiliza até a adolescência. Para pacientes mais velhos, outra consideração importante é a presbiopia, que é a perda natural da capacidade de ver as coisas de perto. Existem soluções de cirurgia a laser, como Laser Blended Vision ou monovisão, que podem compensar o efeito da presbiopia. Consulte seu médico para saber se você é um candidato adequado.

Mito: a cirurgia ocular a laser é dolorosa.

Fato: Quase todos os pacientes descrevem o procedimento como indolor. O colírio anestésico anestesia completamente o olho. Durante algumas partes da cirurgia, você pode sentir uma pressão ao redor do olho e, após a cirurgia, pode haver algum desconforto, mas isso depende do procedimento e do caso individual. Um procedimento que inclui ablação de superfície pode, por exemplo, ser mais desconfortável do que um flap ou cirurgia ocular a laser minimamente invasiva.

Custos da cirurgia ocular a laser

Qual deve ser o papel do preço?

Se está pensando em fazer uma cirurgia ocular a laser para corrigir sua visão, você pode ter algumas perguntas típicas a respeito dos custos: quanto custará a cirurgia? Um tratamento mais caro é a melhor opção? Meu plano de saúde cobre a cirurgia? Há benefícios de custo em fazer uma cirurgia em comparação com outros auxiliares de correção da visão?

Não existe um preço padrão para a cirurgia ocular a laser. O custo depende de vários fatores. Se o seu plano de saúde cobre os custos da cirurgia ocular a laser, isso depende das circunstâncias individuais.

Muitos pacientes consideram a correção da visão a laser um investimento de longo prazo em sua visão e pesam esse investimento único em relação ao dinheiro que normalmente gastam em óculos, lentes de contato e produtos de cuidados.

Juntos, você e seu médico podem determinar qual solução de correção da visão é mais adequada para suas necessidades individuais de visão e estilo de vida.

Quanto mais caro, melhor?

Ao escolher um cirurgião e uma clínica para cirurgia ocular a laser, há vários fatores a serem considerados além do preço. Um preço extremamente baixo ou comparação de preços apenas pelo valor de face pode não refletir todos os fatores relevantes.

O custo da cirurgia ocular a laser pode depender de vários fatores:

  • Opção de tratamento
  • Tecnologia utilizada
  • Complexidade da deficiência visual
  • Local
  • Cuidados antes e depois
  • Serviços inclusos

Se a cirurgia ocular a laser for uma opção viável, é importante consultar seu oftalmologista/médico e seu plano de saúde para falar sobre a elegibilidade, a opção de tratamento escolhida e os possíveis riscos. Se tiver dúvidas sobre os custos ou o método, é melhor marcar uma consulta para uma sessão de aconselhamento para obter mais informações. Ao escolher um médico, leve em consideração sua experiência e especialização. Juntos, você e seu médico podem determinar qual opção é melhor para você. Uma decisão bem fundamentada só pode ser tomada se todas as suas perguntas tiverem sido respondidas.

Os custos da cirurgia ocular a laser também podem variar entre as clínicas. Leia mais sobre os fatores a considerar ao escolher uma clínica aqui.

Os custos da cirurgia ocular a laser podem variar entre as clínicas.
Os custos da cirurgia ocular a laser podem variar entre as clínicas.

O meu plano de saúde cobre a cirurgia?

A cobertura da cirurgia refrativa varia conforme o seu plano ou o seu provedor.

Pergunte ao seu médico e à seguradora de saúde ao considerar a correção de sua visão. Você pode descobrir que a cirurgia pode ser parcialmente coberta ou dedutível nos impostos. Alguns médicos também oferecem um plano de pagamento para torná-la mais acessível.

Artigos Relacionados

SMILE Guia rápido para cirurgia ocular a laser minimamente invasiva
O processo de cirurgia ocular a laser Tudo que você precisa saber antes de fazer uma cirurgia ocular a laser
SMILE, LASIK ou PRK/LASEK? Comparação de tratamento Descubra como as cirurgias oculares a laser se comparam
LASIK Um guia rápido para a cirurgia ocular a laser mais realizada
PRK/LASEK Guia rápido para cirurgia ocular a laser na superfície do olho
Perguntas frequentes sobre cirurgia ocular a laser Obtenha respostas para algumas das perguntas mais comuns sobre cirurgia ocular a laser
Cirurgia ocular a laser: encontrando a clínica certa Como comparar opções de tratamento e clínicas adequadas às suas necessidades