Back To Top

Busca Lojas Conceito ZEISS e i.Terminal

Categoria

Desenvolvendo lentes de óculos para dirigir

Um olhar sobre os bastidores: como a ZEISS desenvolveu as lentes DriveSafe

A ZEISS desenvolveu novas lentes de óculos otimizadas para dirigir. E elas não são destinadas a um propósito específico, são lentes para a vida cotidiana, adequadas para serem usadas o dia todo. Essas lentes oferecem três recursos principais que tornam a atividade de dirigir mais segura e confortável para os usuários de óculos. A MELHOR VISÃO falou com o Dr. Christian Lappe, responsável por Scientific Affairs & Technical Marketing, e com Frank Mielich, gestor do projeto DriveSafe/Technology & Innovation/New Product Implementation, que estiveram ambos envolvidos no desenvolvimento das lentes DriveSafe. 

Desenvolvendo lentes de óculos para dirigir

Dr. Christian Lappe, responsável por Scientific Affairs & Technical Marketing

MELHOR VISÃO: As lentes DriveSafe são a inovação mais recente da ZEISS. Como se deu o desenvolvimento de lentes especiais para dirigir? E, em primeiro lugar, por que o fizeram?


Christian Lappe: O desenvolvimento das lentes DriveSafe foi motivado por uma necessidade dos clientes que já havíamos identificado algum tempo atrás. Pesquisas de clientes e comentários dos nossos profissionais de cuidados da visão e usuários de óculos revelaram que muitos usuários sentem-se inconfortáveis e até inseguros devido a problemas de visão ao dirigir. As pessoas estavam dizendo claramente que desejavam óculos adequados para uso diário e que tornassem a atividade de dirigir mais confortável.

Desenvolvendo lentes de óculos para dirigir

Frank Mielich, gestor do projeto DriveSafe/Technology & Innovation/New Product Implementation

Frank Mielich: Uma boa visão ao dirigir é uma questão bastante complexa que depende de diversos fatores distintos, como defeitos de visão e sensibilidade à luz. Queríamos descobrir se o ato de dirigir envolve problemas de visão específicos que afetam a maioria dos motoristas no mesmo grau. Para isso, realizamos uma extensa pesquisa de mercado na Alemanha e nos EUA para determinar o que poderia assegurar uma melhor visão ao dirigir e os tipos de dificuldades visuais enfrentadas pelos motoristas. Ficamos surpresos com o grande número de problemas de visão relatados pelos entrevistados, e também pela nítida concentração das dificuldades em áreas específicas. De um lado, temos o desagradável ofuscamento, que incomoda sobretudo em condições de baixa luminosidade – ao amanhecer e ao entardecer, na chuva ou na neve, e à noite, por exemplo – e isso é agravado pelo fato de que realmente vemos menos nessas condições. É algo que a maioria de nós já experimentamos alguma vez.


Christian Lappe:
Além disso, alguns usuários de lentes progressivas não sentem que seus óculos realmente atendam aos rápidos movimentos da cabeça e dos olhos que fazem parte da visão dinâmica necessária ao volante. Na sua opinião, as limitadas zonas de visão fornecidas pelas lentes progressivas tradicionais poderiam ser aperfeiçoadas. Basicamente eram esses os problemas que enfrentávamos quando decidimos desenvolver uma solução de melhor visão para dirigir.

Videoplayer-Startimage
Sorry, this shouldn't have happened:
Video player failed to load.

MELHOR VISÃO: O que essas lentes têm que as lentes convencionais não têm? Por que as lentes DriveSafe tornam a atividade de dirigir mais confortável e, portanto, mais segura?


Christian Lappe: Havia três pilares fundamentais no desenvolvimento das lentes DriveSafe:

  1. compreender como nossas pupilas reagem quando dirigimos em condições de iluminação menos favoráveis e como a qualidade do que vemos é afetada por condições de baixa luminosidade,
  2. o ofuscamento irritante que experimentamos ao dirigir,
  3. a natureza específica de dirigir usando lentes progressivas.

O primeiro aspecto do projeto de desenvolvimento foi compreender melhor o papel desempenhado pelas nossas pupilas. Sabemos que o tamanho da pupila muda dependendo das condições de iluminação do ambiente. Portanto, a baixa luminosidade faz com que as pupilas aumentem. Mas a capacidade do olho de dilatar a pupila para permitir a entrada de mais luz também afeta a qualidade da imagem que vemos. É um pouco como a fotografia, quando você ajusta a abertura da lente da câmera para controlar a quantidade de luz que atinge o sensor. No entanto, essa definição também afeta a profundidade de campo. Quanto maior a abertura da lente, mais rasa a profundidade de campo. Nossas pupilas agem de uma maneira semelhante. Quando a pupila se expande, mais luz atinge a retina, e a profundidade de campo é reduzida. Além disso, a luz nas áreas periféricas é refratada de maneira diferente pelo cristalino do olho. Os raios incidentes não são focados no lugar certo da retina, e isso pode limitar sua visão se as pupilas encontram-se bastante dilatadas.

Então, quando desenvolvemos as lentes DriveSafe, otimizamos o design para atender o desempenho visual em condições de iluminação ruins, quando a pupila se dilata. Esse design otimizado é essencial, especialmente ao usar lentes progressivas, além de atender o objetivo das lentes DriveSafe de tornar a visão mais confortável mesmo em condições de baixa luminosidade. O resultado do nosso trabalho é a tecnologia Luminance Design®.
 

Frank Mielich: O segundo pilar do processo de desenvolvimento foi examinar especificamente a questão do ofuscamento. O ofuscamento pode ser dividido em dois tipos. Existe o "ofuscamento incapacitador", um ofuscamento fisiológico que compromete completamente a visão, por exemplo, devido a um forte clarão. E também existe o "ofuscamento desconfortável", uma forma psicológica de ofuscamento que as pessoas consideram desagradável, irritante ou perturbador. Os faróis de um veículo que se aproxima ou a iluminação de rua são muitas vezes citados pelos motoristas como a causa desse ofuscamento desconfortável.

No caso do ofuscamento incapacitante, temos uma maneira simples e eficaz de proteger os olhos: fechando-os ou evitando olhar para a fonte do ofuscamento. Essa é uma reação sensata, e não é afetada pelas lentes dos óculos que as pessoas usam diariamente. O que nos interessava era o ofuscamento desconfortável que as pessoas consideram tão desagradável e irritante. Um dos melhores exemplos é o ofuscamento causado pelos faróis de um veículo que se aproxima em condições de baixa luminosidade. Estudos científicos, também confirmados por pesquisas de mercado, associam a sensação de ofuscamento aos faróis de carros se aproximando que usam fontes de luz de descarga de alta intensidade (HID) LED ou xênon. A composição espectral da luz parece desempenhar um papel particularmente importante. Essas modernas fontes de luz de descarga de alta intensidade (HID) LED ou xênon apresentam uma emissão pronunciada de luz na porção de alta energia do nosso espectro de luz, ou seja, na faixa entre 440 e 470 nm.

Christian Lappe: O tratamento das lentes DriveSafe permite atenuar seletivamente essa irritante luz de onda curta, que é parte do espectro que produz o ofuscamento. Importante: As lentes com esse tratamento também podem ser usadas à luz do dia e são perfeitamente adequadas para uso cotidiano.
Obviamente, essas lentes também cumprem todas as normas relevantes para uso automotivo.


Frank Mielich:
E o tratamento DuraVision® DriveSafe oferece os mesmos níveis de durabilidade e propriedades de limpeza do nosso tratamento premium DuraVision® Platinum!

Christian Lappe: O terceiro e último aspecto do projeto de desenvolvimento foi otimizar as lentes progressivas para dirigir. Quando estamos dirigindo, nossa visão costuma ficar mais alerta. Por tratar-se de uma atividade bastante dinâmica para os olhos, ela exige mais atenção e concentração. Alternamos o nosso olhar e, portanto, nossa atenção, da estrada à nossa frente ao painel do carro, movemos os olhos pelos três espelhos retrovisores, olhamos de volta para a estrada... Tudo em uma sucessão bastante rápida. As zonas de visão das lentes progressivas devem garantir que o usuário experimente uma visão clara, natural e confortável em todas as distâncias. É por isso que focamos em otimizar o design das lentes para atender as necessidades de visão específicas dos motoristas. Mas, ao mesmo tempo, não queríamos que os motoristas tivessem que trocar de óculos ao sair do seu carro. As zonas de visão de longe e de transição das lentes progressivas DriveSafe foram deliberadamente concebidas com um tamanho grande o suficiente para oferecer o suporte ideal para os movimentos oculares ao dirigir. Ao mesmo tempo, a zona de perto da lente é grande o bastante para atividades como a leitura, de modo que os óculos podem ser usados durante o dia todo.

MELHOR VISÃO: Como esses tipos de lentes foram testados?


Frank Mielich: Submetemos as lentes DriveSafe a uma série de análises científicas para obter as melhores conclusões possíveis sobre as três principais questões de que estávamos falando. Usuários de teste experimentaram cada nova característica de design para verificar como ela afetou sua visão ao dirigir e se cada novo protótipo de lente DriveSafe melhorou sua visão de forma significativa. Foi assim que chegamos à versão final do produto DriveSafe.

Também realizamos estudos para descobrir quando as pessoas se sentiam ofuscadas. Qual é o "limite da dor" das pessoas no que diz respeito ao ofuscamento desconfortável? Quão forte precisa ser um ofuscamento para que você deixe de ser capaz de ler um letreiro, por exemplo? E como isso é afetado por diferentes produtos, intensidades de ofuscamento e tratamentos/filtros? Testamos os protótipos de lentes exaustivamente para descobrir como elas afetavam a visão das pessoas. E tivemos diversos usuários de teste experimentando nossos protótipos e dando sua opinião subjetiva com base em um questionário muito detalhado. Um dos pontos mais importantes no estudo foi saber como as pessoas se sentiam usando as novas lentes, quer ao dirigir, quer nas suas atividades diárias. Esse tipo de teste na vida real é essencial, portanto fizemos questão de incluir neste projeto extensos testes internos e externos com usuários.

Trabalhamos com o centro de pesquisa em engenharia automotiva e motores de veículos Stuttgart (FKFS) para analisar como as pessoas movem os olhos e a cabeça ao dirigir. Queríamos saber como reorientam o olhar, para onde olham exatamente e por quanto tempo mantêm o foco, assim como a forma como movem os olhos e a cabeça. Respondemos essas questões colocando indivíduos de teste em um veículo especial de teste equipado com câmeras e observando seus movimentos de olhos e cabeça enquanto eles dirigiam. Isso nos deu perspectivas importantes de como poderíamos otimizar nossas lentes progressivas para dirigir.
 

MELHOR VISÃO: No que as pessoas focam quando dirigem? E como elas alternam o foco? Qual é a diferença das outras atividades diárias?


Christian Lappe: O mundo moderno exige cada vez mais dos nossos olhos. Em muitos casos nem temos consciência disso, mas o modo como vivemos hoje está forçando nossos olhos a trabalhar de novas maneiras. O desenvolvimento de lentes digitais é um exemplo de como reagimos a essas mudanças. Passamos cada vez mais tempo usando nossa visão de perto, agora que os smartphones, tablets e dispositivos semelhantes se tornaram tão populares. Como resultado, estamos alternando a visão e a atenção de forma rápida e constante entre objetos próximos e distantes. A longo prazo, isso se torna cansativo para os olhos, podendo resultar em sintomas de fadiga ocular.

Dirigir envolve um comportamento global de visão bem diferente e exerce outro tipo de tensão sobre os olhos. Essa atividade requer um modo dinâmico de visão que implica movimentos constantes da cabeça e dos olhos. Além de manter os olhos na estrada, devemos monitorar o entorno – diretamente e por meio dos espelhos retrovisores – sem deixar de sempre controlar e operar os instrumentos do painel. Os estudos que realizamos com o FKFS demonstraram que olhamos para a estrada em 96% do tempo. Isso nos surpreendeu, porque pensávamos que o percentual seria menor, talvez 80% olhando para a estrada e 20% olhando para o painel e os retrovisores. Mas também achamos tranquilizador, já que manter-se atento ao tráfego é, afinal, o aspecto mais importante ao dirigir! No entanto, isso também significa, obviamente, que espreitamos para os retrovisores e o painel durante um período de tempo muito curto. Esse não é, com certeza, um comportamento de visão "normal", além de ser extremamente cansativo para os olhos e o sistema visual em geral. Provavelmente, as únicas outras situações em que você olharia em volta com tanta rapidez seria ao atravessar uma rua movimentada em Paris ou caçando artigos em promoção em uma loja! E, quando dirigimos, nossos olhos precisam agir dessa forma por longos períodos, e às vezes em condições ruins.

Então, acho que não é tão surpreendente que as lentes concebidas especificamente para esse propósito possam oferecer uma visão melhor e mais confortável.


Frank Mielich: E foi isso que os nossos testadores e os primeiros usuários das lentes DriveSafe nos relataram também. Estamos muito satisfeitos com o retorno extremamente positivo que obtivemos com o produto final, tanto de usuários de lentes monofocais quanto de lentes progressivas. E é claro que a linha DriveSafe também inclui uma lente específica para óculos curvados.
 

MELHOR VISÃO: Qual foi o momento mais fascinante para você durante o desenvolvimento das lentes DriveSafe?


Frank Mielich: Começamos testando algumas versões de protótipos com diferentes combinações de designs e tratamentos de lentes (combinações 2x2) em um grupo pequeno de especialistas. O momento em que nós próprios testamos um novo produto é sempre fascinante, sendo talvez o momento mais fascinante de um projeto. Essa transição da teoria para a prática é repleta de incógnitas, mas é emocionante.
Levei essas lentes comigo quando terminamos o trabalho naquele dia, e experimentei-as durante o trajeto de carro para casa. Não fiquei impressionado com essa primeira versão, então troquei para a outra combinação de produto e experimentei-a na frente dos faróis de xênon do meu carro. Foi uma sensação incrível! Pensei com os meus botões que talvez tivéssemos realmente conseguido algo...

 

Procurando uma ótica da ZEISS?

O centro de pesquisa em engenharia automotiva e motores de veículos Stuttgart (FKFS) é uma fundação independente ligada à Universidade de Stuttgart. Fundado em 1930, o FKFS tornou-se um dos maiores e mais respeitados institutos de pesquisa em engenharia automotiva, atendendo grandes montadoras de automóveis e fornecedores do setor.

Pesquisa interna com usuários envolvendo 60 funcionários da CZV, na Alemanha, em 2013; pesquisa externa com usuários envolvendo 70 profissionais de cuidados da visão e consumidores, na Espanha, em 2014

Artigos relacionados

Melhor Visão para pessoas mais velhas
A configuração de suas Lentes Customizadas ZEISS
Apenas seus óculos podem fazer isso!
Óculos para pilotos – Visão perfeita mesmo acima das nuvens
Quando os óculos ficam muito apertados. As melhores dicas para uma visão confortável e o ajuste perfeito.
 

Este website usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto criados pelos websites e armazenados em seu computador. O uso de cookies é uma prática comum que permite melhorar o desempenho e a visualização dos sites. Ao navegar em nossos sites você está concordando com o seu uso. mais

OK